Evento, que será realizado em 23 de abril, reúne lideranças do Governo, iniciativa privada, terceiro setor e OMS

O 8º Encontro do FórumDCNTs (Doenças Crônicas Não Transmissíveis), promoverá, em 23 de abril, um debate online com a presença de autoridades do poder público, privado e terceiro setor com o objetivo de abordar o importante papel das parcerias em saúde nas questões de prevenção, tratamento e controle de doenças não transmissíveis, dentre elas: diabetes, hipertensão arterial, câncer, doenças vasculares, doenças respiratórias, saúde mental e obesidade.

“Mais do que nunca é pertinente discutirmos assuntos relevantes sobre as doenças crônicas que atingem grande parte da população, principalmente, neste momento atípico em que às pressas precisamos desenvolver iniciativas para a continuidade do acesso ao tratamento dessas pessoas, que formam um grupo de maior risco para agravamento e óbito por COVID-19”, explica o Coordenador do FórumDCNTs, Dr. Mark Barone, Doutor em Fisiologia Humana pela USP, Especialista em Educação em Diabetes.

O evento contará com a participação dos representantes das principais instituições e será uma oportunidade para apresentar dados e estatísticas recentes, além de estudos epidemiológicos e pesquisas que devem contribuir para implementação de abordagens e políticas públicas com o intuito de melhorar as estratégias de prevenção, diagnóstico precoce e tratamento adequando, levando à melhor qualidade de vida dessas pessoas. 

As doenças crônicas não transmissíveis constituem sete das 10 principais causas de morte no mundo, de acordo com as Estimativas Globais de Saúde publicadas em dezembro de 2020 pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Apenas quatro delas estavam entre as principais causas de morte em 2000. Os novos dados cobrem o período de 2000 a 2019. “Por isso, com o objetivo de incentivar a interação entre os especialistas, serão identificas as prioridades para enfrentamento de diabetes, hipertensão arterial, obesidade, entre outras DCNTs, além de apresentadas propostas de iniciativas intersetoriais para implementá-las”, relata o Coordenador do FórumDCNTs.

O painel internacional reunirá especialistas para debater e propor ações para o combate e os enfrentamentos das DCNTs contando com a participação ativa da sociedade civil. Inclusive, haverá o Lançamento brasileiro do material da OMS (Organização Mundial da Saúde) “Nothing for Us Without Us” pelo Dr. Guy Fones, com a moderação de Pedro de Paula, diretor Brasil da Vital Strategies, organização global composta por especialistas e pesquisadores de vários campos do conhecimento que trabalham com governos e outras organizações para enfrentar alguns dos mais difíceis desafios mundiais para a saúde.

Compondo a mesa técnica, Patrícia de Luca, fará a mediação dos grupos temáticos ressaltando a importância sobre a relação entre obesidade e demais doenças crônicas, além de enfatizar a questão da alimentação e ambiente saudaveis. Na oportunidade, também será apresentado, pelo Ministério da Saúde, o status do Plano de Enfrentamento das DCNTs 2021-2030, assim como suas estratégias de implementação. Deborah Malta, médica e professora da Universidade Federal de Minas Gerais, responsável pela maioria dos estudos sobre prevalência de DCNTs no país, apresentará resultados inéditos sobre o impacto da pandemia de COVID-19 sobre pessoas com DCNTs.

Outro destaque será a análise de enfrentamento e parcerias por stakeholders de diferentes setores com importantes palestrantes, dentre eles: Alberto Ogata, Mestre em Medicina e Economia da Saúde e Doutor em Saúde Coletiva e Pesquisador associado do Centro de Pesquisa em Administração em Saúde da FGV EAESP; Enilda Lara, Mestre em Ciências Médicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Doutora em Ciências da Saúde pela Universidade de São Paulo (USP) e Coordenadora do PROADI-SUS no HCor; Pedro Westphalen, Presidente da Frente Parlamentar de Imunização da Câmara dos Deputados; Cauê Gasparotto Bueno, Médico formado pela FMUSP, Fundador e CEO da HackMed; e Roberta Marques, Mestre em Economia Aplicada pela USP e Diretora Executiva do Instituto Desiderata.

Os pilares abordados serão relevantes para criação de estratégias de planejamento para a saúde da população em geral. “Além de compartilhar conhecimento, identificar prioridades, facilitar a integração e criar oportunidades para a construção de soluções conjuntas, o FórumDCNTs leva como prioridade o compromisso de proporcionar os encontros focando sempre na saúde e bem-estar de todos”, conclui Dr. Mark Barone.

Agenda completa em: www.ForumDCNTs.org/post/8-encontro-forumdcnts