A aliança não cabe mais, os sapatos estão apertados, o ciclo menstrual muito desregular, esses sintomas podem ser sinais da Acromegalia

Com o intuito de alertar a população sobre a importância de diagnóstico precoce, o Instituto Espaço de Vida realiza a Campanha de Adesão ao Tratamento e Diagnóstico da Acromegalia, doença ocasionada pela produção em excesso do hormônio do crescimento (GH) que altera algumas partes do corpo. Entre os dias 23 a 29 de setembro, serão distribuídos materiais informativos sobre diagnóstico e tratamento nos centros de referência com o propósito de chamar a atenção pública para doença em todo o país. Também será realizada uma forte mobilização nas redes sociais para auxiliar a população a conhecer a doença e ficar atenta aos sintomas, assim vídeos com relato de histórias reais de pacientes serão divulgados para sensibilização da população.

“A acromegalia é uma doença de evolução lenta, que infelizmente não é diagnosticada ou o diagnóstico é muito tardio. Quanto mais cedo ela for detectada melhor a resolução das suas complicações”, explica dr. Marcello D. Bronstein, chefe da Unidade de Neuroendocrinologia do Hospital das Clínicas. O médico também alerta que na acromegalia não tratada, a mortalidade é aproximadamente três vezes maior do que na população geral; este número pode ser corrigido pelo tratamento adequado, de preferência precoce.

Sintomas

A acromegalia (acro = aumento; megalia = extremidades), tem como principais sintomas:

  • Crescimento de mãos e pés, língua, ossos da face;
  • Espaçamento e perda dos dentes;
  • Aumento do nariz, tórax, lábios, mandíbula;
  • Dores articulares e de cabeça;
  • Diabetes;
  • Alterações respiratórias, neurológicas e oftálmicas;
  • Pressão alta;
  • Aumento de tireoide.

Tratamento

A adesão ao tratamento é fundamental para manter a doença controlada. Há medicamentos para o tratamento que são distribuídos gratuitamente pelo SUS (Sistema Único de Saúde), como o octreotida (Sandostatin), que regula a produção do hormônio responsável pelo crescimento. “Houve evolução no tratamento, tanto nas técnicas cirúrgicas como nos medicamentos, e até mesmo na radioterapia, quando necessária”, disse Bronstein.

Christine Battistini, fundadora do Espaço de Vida, destaca que vários fatores contribuem para que uma pessoa tenha problemas de crescimento, desde a herança genética até mudanças na produção de hormônios. “Uma vez que se note qualquer alteração física, o paciente deve procurar imediatamente assistência médica, pois em casos da confirmação de acromegalia o tratamento deve ser iniciado imediatamente, o que pode evitar complicações diabéticas e insuficiência cardíaca”.

O Instituto Espaço de Vida oferece apoio aos pacientes por meio de sua equipe de farmacêuticos, psicólogos e advogados além de canais de contato como:

Site: www.espacodevida.org.br

Blog: https://acromegalia.wordpress.com

Facebook: https://www.facebook.com/acromegalia.evida

 

Principais Centros de Referência que receberão o material da Campanha de Adesão do Instituto Espaço de Vida.

Centros de Referência Acromegalia

Hospital de Clínicas – HC POA Porto Alegre- RS
Santa Casa Porto Alegre- RS
UNIFESP – Universidade Federal de SP
Santa. Casa de SP
IAMSPE – Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual/ SP
Santos – Hosp. Guilherme Alvaro
Hospital das Clinicas de SP
Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Rib. Preto/USP
Unicamp (Universidade Estadual de Campinas)
Faculdade de Medicina de Marília (Famema)   Marília  – SP
UNESP de Botucatu – SP
Hospital de Base de São José do Rio Preto
Hospital Regional  de P. Prudente – SP
UFTM Uberaba – MG
UFU Uberlândia –  MG 
Cenpr – Centro de Estudos de Neuroendócrino do Paraná
Hospital Universitário de Florianópolis
Hospital das Clínicas de CURITIBA
IEJE – Instituto de Endocrinologia de Joinville/SC
Hospital das Clínicas de Londrina
HOSPITAL NEREU RAMOS – Florianópolis
Conjunto Hospitalar de Sorocaba
Hospital São Luiz Gonzaga – RS
 DRS Várzea do Carmo – SP
DRS Vila Mariana – SP
Hospital Universitário Clementino Fraga Filho – Rio de Janeiro
Hospital Federal de Bonsucesso – Rio de Janeiro

 

Sobre o Instituto Espaço de Vida

Pacientes bem informados têm um impacto positivo na sua qualidade de vida. O Instituto surgiu da história de sua fundadora, Christine Battistini, ao enfrentar o câncer de mama. “Durante o período de diagnóstico foi difícil encontrar informação consistente e atualizada voltada à pacientes. As orientações eram desencontradas e escassas na comunidade brasileira”, explica Christine. O conteúdo principal do Instituto sobre doenças, como câncer de mama, câncer renal, metástase óssea e acromegalia, é apresentado em tópicos de saúde, que explicam desde o diagnóstico da doença até seu tratamento, com vídeos e entrevistas exclusivas de especialistas para cada tema (realizadas pelo próprio Instituto). Acesse www.espacodevida.org.br, www.facebook.com/espacodevida e www.twitter.com/evidaweb .

 

Mais informações para a imprensa:
Parágrafo Comunicação / (11) 3368-1110/ 4113-1110

Ricardo Lauricella/ ricardo@paragrafocomunicacao.com.br

Elaine Alves/ elaine@paragrafocomunicacao.com.br