Campanha da Fundação Internacional de Mieloma no Facebook formará abaixo-assinado digital

Por melhorias no tratamento de pacientes de Mieloma Múltiplo, a segunda doença mais frequente entre os cânceres de sangue, a Fundação Internacional de Mieloma (IMF), lança mão de ferramenta do Facebook como instrumento para fortificar o movimento da aprovação de medicamento eficaz no tratamento da doença: a fan page Apoia Brasil (www.facebook.com/ApoiaBrasil). A cada “curtir” será considerada uma assinatura virtual em apoio à causa.

Dra. Vania Hungria, médica hematologista da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e presidente do Conselho Cientifico da IMF (International Myeloma Foundation — Latin America), explica que o Mieloma Múltiplo é a segunda doença mais frequente entre os cânceres de sangue. “Ele é causado pelo crescimento descontrolado de células plasmáticas, atacando e destruindo o osso”, detalha. Embora os idosos sejam os mais atingidos, muitas pessoas jovens também contraem a doença.

Para que o tratamento do mieloma seja mais eficaz, a IMF, entidade que representa pacientes de mieloma múltiplo no Brasil, tem lutado pela aprovação da lenalidomida no país, um medicamento que pode modificar ou regular o funcionamento do sistema imune, melhorando a sobrevida e a qualidade de vida dos pacientes.

Diferente dos mais de 80 países que a lenalidomida tem aprovação, os pacientes brasileiros encontram muita dificuldade para ter acesso ao medicamento. “Hoje é preciso muita burocracia na justiça para receber o remédio importado”, explica a presidente da IMF no Brasil, Christine Battistini.

A campanha e como participar

Seminários, workshops, contatos na Anvisa, abaixo-assinado e redes sociais são algumas das ferramentas utilizadas pela IMF para auxiliar na luta pela aprovação da lenalidomida no Brasil. Agora o movimento ganha força com a criação da página do Apoia Brasil no facebook.

Dados da Ibope Nielsen indicam que mais de 85% dos usuários ativos de internet no Brasil usam sites de redes sociais, acima dos 74% nos Estados Unidos e dos 77% no Japão. “É uma forma de alertamos mais pessoas sobre esta doença bastante comum, mas pouco discutida, e que pode ser tratada com melhor qualidade de vida”, diz Battistini. “O mieloma pode parecer raro até bater na sua porta, mas quando bate e atinge alguém da sua família, você quer o melhor”, completa.

Para participar da campanha realizada pela fan page Apoia Brasil é necessário que usuários do facebook curtam a página. A cada pessoa que curtir será computada uma assinatura virtual para o abaixo-assinado que será apresentado para o governo mais uma vez, mas com muito mais pessoas apoiando. “É uma campanha muito fácil de participar e que faz muita diferença para a luta de um tratamento mais eficaz para os pacientes que têm mieloma múltiplo. Curta você também, nós agradecemos o seu apoio!”, finaliza Battistini.

Sobre a IMF
Enquanto não existe cura conhecida para o mieloma, médicos tem muitas formas de ajudar os pacientes com mieloma a viver mais e melhor. A International Myeloma Foundation -IMF foi fundada em 1990 por Brian e Susie Novis logo após o diagnóstico do mieloma de Brian aos 33 anos de idade. Hoje a IMF possui mais de 185.000 membros em todo o mundo.
A IMF LATIN AMERICA foi fundada em 2004 por Christine Jerez Telles Battistini, filha de uma paciente que, por oito anos, travou dura luta contra a doença, e Dra. Vânia Tietsche de Moraes Hungria, médica hematologista, Professora Adjunta da Disciplina de Hematologia e Oncologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e membro do Conselho Científico da International Myeloma Foundation desde 1998.
É a IMF Latin América quem traz aos pacientes e à comunidade médica da America Latina os mesmos serviços hoje disponíveis nos Estados Unidos, Europa e Japão, como Seminários para Pacientes & Familiares e Conferências clínicas e científicas para médicos.
www.myeloma.org.br.