De acordo com o Datafolha 34% da população considera a saúde como primeira necessidade, acima de segurança (20%) e educação (11%). Durante a onda de protestos o índice atingiu 48% de preocupação entre os brasileiros, o maior da série histórica. Diante deste cenário o Projeto CIES (Centro de Integração de Educação e Saúde) desponta como um modelo de sucesso que une sociedade civil, poder público (SUS) e iniciativa privada.

O CIES é uma OSCIP que atua com um modelo de gestão compartilhada. Sua forma de atuação se dá pelo atendimento médico em unidades móveis de saúde desafogando a demanda reprimida por exames.

Médicos

A falta de médicos virou pauta nacional quando o programa federal Mais Médicos foi lançado, em 2014. Neste cenário, o CIES se destaca porque consegue atender à população com uma equipe de médicos especialistas remunerados por produção uma vez que os processos administrativos ficam a cargo de outras equipes, restando mais tempo para o atendimento humanizado e eficiente.

Tabela SUS

Para ser sustentável, o CIES cobra dos municípios os valores da Tabela SUS, ficando sob a responsabilidade do próprio CIES os investimentos em estrutura, por meio de seus parceiros, que são empresas da área médica e outras comprometidas com a responsabilidade social. Entre elas estão a Philips Medical e Olympus Healthcare, responsáveis pelos equipamentos para diagnóstico de alto custo. Empresas como Fleximedical, Truckvan e César são responsáveis pelas estruturas e a Engemet tem cunho de doação por meio de renúncia fiscal.

Desta forma, acontece a gestão compartilhada. O município comunica quais os exames e consultas estão com fila de espera longa, o CIES analisa e diagnostica qual é o modelo de unidade de atendimento médico móvel adequado para aquela demanda e, realiza o atendimento. O paciente faz o exame com hora marcada e sai com o exame em mãos imediatamente. Assim, favorece-se o acesso e a mobilidade, uma vez que não é necessário retornar a unidade de atendimento, existe um menor custo com transporte e com custos extras. Este é um modelo otimizado que, ao longo dos últimos cinco anos, atendeu mais de 200 mil pessoas em todo o Brasil.

Desafio

No Brasil 140 milhões de pessoas dependem do SUS, mas apenas 46 milhões o acessam. “Deste universo apenas 30 milhões pagam imposto de renda, segundo dados do Ministério da Fazenda. Se todas as pessoas que dependem do SUS o acessarem essa conta não vai fechar. Aí é que entra o CIES”, explica o médico idealizador do CIES, Roberto Kikawa, que já teve sua iniciativa premiada no Fórum Econômico Mundial.

“O sistema precisa abrir o diálogo com as organizações e dar espaço para a sociedade civil compartilhar essa situação”, alerta Kikawa que, atualmente realiza 60 mil atendimentos por mês em parceria com a prefeitura de São Paulo no programa Hora Certa Móvel, em quatro regiões da cidade de São Paulo e outras cidades de Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e interior de São Paulo. “Na zona leste da cidade de SP diminuímos a fila de espera em mais de 70%, por um custo muito menor para o Estado”. O custo médio por exame tem sido R$ 70,00.

Das 800 mil pessoas em fila de espera na cidade de São Paulo, o CIES atenderá, até o final do contrato, 215 mil.

Dados

Em um relatório de averiguação feito pela própria Secretária Municipal de Saúde de São Paulo, o serviço do CIES foi avaliado pelos usuários com notas acima de 8, numa escala de zero a dez, por mais de 90% dos atendidos. A pesquisa foi feita entre agosto a dezembro de 2013.

Atualmente o CIES tem atendido, em parceria com a Prefeitura de São Paulo nas zonas leste, centro –oeste, sul e norte, com diversas unidades médicas por local. Realizando exames como: endoscopia, colonoscopia, nasofibroscopia/videolaringoscopia, ultrassom, ecocardiograma, USG Doppler e eletroneuromiografia, este último um exame bastante difícil de ser encontrado, mesmo na saúde suplementar (por convênios médicos).

cies9

 

Para agendar uma entrevista com o Dr. Roberto Kikawa, entre em contato com a Parágrafo Comunicação: (11) 4114-8518 / 2812-1110
Ricardo Lauricella/ ricardo@paragrafocomunicacao.com.br

Elaine Alves/ elaine@paragrafocomunicacao.com.br

 

Sobre o Projeto CIES

O CIES (Centro de Integração de Educação e Saúde) é um Projeto inovador de saúde integrada à educação, destinado à população de alta vulnerabilidade social com um método inovador pela gestão compartilhada, que envolve e mobiliza governo, empresas, sociedade civil e comunidades. Os atendimentos são autossustentáveis e baseados na tabela do SUS.  Para realizar os atendimentos à população desenvolveu unidades móveis de atendimento médico adaptáveis a diversas situações e localidades: Carreta da Saúde, Van da Saúde e Box da Saúde. Foi vencedor do Prêmio Empreendedor Social da Folha de São Paulo e Fundação Schwab além de outros prêmios como Dom (do grupo Fleury) em 2013, Dr. Cidadão (da Associação Paulista de Medicina) e Cidadão Sustentável em 2012 e Empreendedor Social Ernst Young Terco em 2011.  www.projetocies.org.br